Como consultar o Bolsa Família pela internet

Acompanhe as orientações e saiba como fazer consulta Bolsa Familia pela internet

A consulta ao Bolsa Família pode ser do tipo restrita ou pública: em ambas as situações, os dados são fornecidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social, que é a instituição federal que toma conta desse benefício.

Aprenda já qual é a diferença entre essas duas consultas e saiba como fazê-las.


O que é o Bolsa Família?

O Bolsa Família oferece assistência em muitos aspectos a famílias que estão em situação de extrema pobreza ou pobreza.

Apesar de ser criado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e de este órgão determinar quais solicitantes vão receber o benefício ou não, há a participação essencial da Caixa Econômica Federal e do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

As pessoas podem ser assistidas por esse programa por quanto tempo for necessário, inclusive com mudança no valor, se a sua configuração familiar também mudar.

No entanto, a estabilidade só é dada a quem segue as regras do governo federal: se isso não for feito, o benefício é suspenso.

Como consultar o Bolsa Família pela internet


Como consultar o benefício do Bolsa Família pela internet?

Como dito, existe a consulta restrita e a consulta pública. O acesso restrito é indicado para que as próprias famílias e pessoas envolvidas nesse programa visualizem informações.

Isso significa que somente indivíduos com autorização especial podem fazer esse tipo de acesso, que funciona assim:

  • Acessar http://www.mds.gov.br/mds-sigpbf-web/;
  • Clicar em “Confira aqui o Bolsa Família e Cadastro Único do seu município”;
  • A próxima página trará um mapa do país e deve-se clicar no Estado;
  • Escolher o município.

Já a consulta pública do Bolsa Família é para que qualquer pessoa que tenha vontade de saber sobre esse programa social.

Ela é bastante utilizada como base para pesquisas e para avaliações do desempenho do Ministério do Desenvolvimento Social.

Além disso, quem pede o benefício pode usar essa consulta pública para confirmar que consta dentre os ajudados:


Quem tem direito a receber o Bolsa Família?

O programa social não é para todos os brasileiros que têm renda insuficiente para as suas despesas, mas sim para os que se classificam em extrema pobreza (renda per capita de até R$ 89,00) ou pobreza (renda per capita de até R$ 178,00).

O Ministério do Desenvolvimento Social soma toda a renda fixa que a família tem e a divide pela quantidade de moradores regulares: se netos, sobrinhos, primos, etc., moram juntos, todos entrarão no cálculo do governo federal.


Como dar entrada no Bolsa Família CRAS

Apenas uma pessoa de cada família pode pedir esse benefício (lembrando que a família contabilizada é referente a quem mora na mesma residência).

O pedido é realizado no CRAS da cidade com os seguintes documentos:

  • Título de eleitor;
  • Documento de frequência escolar para crianças e jovens de até 17 anos;
  • Documento de identidade;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Carteira de trabalho;
  • Comprovante de renda atualizado;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • CPF

Os documentos e informações da família serão mandados para o Ministério do Desenvolvimento Social para que este decida se o benefício é necessário.

A resposta é comunicada pelo CRAS e, se for positiva, a família receberá orientações para o saque, que é realizado nas agências da Caixa, nos correspondentes Caixa Aqui ou nas casas lotéricas.

No caso de o município não ter um posto do CRAS, todo o procedimento que foi explicado é feito pela Prefeitura.

A pessoa que quer pedir o Bolsa Família tem de levar os mesmos documentos até ela e aguardar a avaliação do governo federal.


Valor Bolsa Família

O pagamento básico é de R$ 89,00 e é depositado a todos os assistidos. Porém, alguns recebem uma quantia extra, que é conhecida como benefício variável:

  • Se a família tem crianças de até 15 anos, o valor extra é de R$ 41,00 por cada;
  • Para as grávidas e lactantes, o valor extra também é de R$ 41,00 por cada uma;
  • Quando a família tem jovens de 16 ou 17 anos, o valor extra é de R$ 48,00 por cada.

Como consultar o Bolsa Família pela internet


Como evitar que o Bolsa Família seja suspenso

Os beneficiários do Bolsa Família devem sempre se lembrar de que o benefício pode ser suspenso por causa da sua conduta. Para prevenir isso:

  • O cadastro obrigatório a cada 24 meses deve ser realizado;
  • Se o salário de alguém for mudado, um comprovante de renda atualizado tem de ser levado ao CRAS;
  • Se alguém consegue emprego, a carteira de trabalho dessa pessoa tem de ser levada ao CRAS;
  • As crianças e adolescentes não devem ter faltas excessivas na escola;
  • As crianças e adolescentes também precisam ter as vacinas corretamente dadas;
  • Gestantes devem ser rigorosas no acompanhamento pré-natal do SUS;
  • A família que mudar de endereço deve avisar ao CRAS.
Como consultar o Bolsa Família pela internet
As informações foram úteis para você? Deixe a sua opinião!

Deixe um comentário