Quem tem direito a receber o Bolsa Família?

Entenda como funcionam os critérios para participar do programa e veja quem tem direito ao Bolsa Família

Desde 2003, criado no governo Lula, o benefício conhecido como Bolsa Família atende milhões de famílias brasileiras.

Além de um valor em dinheiro, esse programa também garante às famílias o acesso à saúde e à educação, ou seja, aos principais serviços básicos. Mas, quem tem direito a receber o Bolsa Família e como é possível obter o benefício?

Dúvida comum entre muitas pessoas, este artigo foi criado exatamente para explicar tudo a respeito desse benefício. Sendo assim, continue a leitura e veja, principalmente, quem tem direito a receber o Bolsa Família.


O que é o Bolsa Família?

Antes de realmente entender quem tem direito a receber o Bolsa Família e como é possível obter o benefício, é importante ter em mente o que é o Bolsa Família e qual o objetivo do programa.

Para começar, conforme já mencionado anteriormente, o Bolsa Família é um benefício criado durante o governo Lula, que tem como objetivo tirar famílias do estado de extrema carência e pobreza.

Além disso, o programa também visa combater a fome. Desde a sua criação, o Bolsa Família nunca mudou a sua missão e nem os seus objetivos.

Por meio da distribuição de renda e do acesso aos serviços básicos, como saúde e educação, o projeto ajuda grande parcela da população brasileira a atingir um novo patamar econômico e social e, dessa forma, conseguir ter mais dignidade e bem-estar.

No entanto, é comum que muitos brasileiros se questionem sobre quem tem direito a receber o Bolsa Família. Será que você pode obter o benefício? Acompanhe este artigo até o final para descobrir a resposta.

Quem tem direito a receber o Bolsa Família?


Quem tem direito a receber o Bolsa Família?

Em primeiro lugar, é válido ressaltar que para conseguir se tornar um beneficiário do programa é preciso estar dentro de todos os pré-requisitos que são exigidos pelo governo e, além disso, também é necessário se inscrever no Cadastro Único.

Entretanto, vamos focar primeiro em quem tem direito a receber o Bolsa Família para depois ver quais são os requisitos para receber o benefício.

Sendo assim, as famílias que têm direito em fazer parte do programa são aquelas que estão em estado de extrema pobreza, ou seja, que têm uma renda per capita menor do que R$ 85,00, ou que estão em estado de pobreza – renda per capita de R$ 85,01 a R$ 170,00.

Além disso, as famílias que têm crianças e adolescentes com até 17 anos e que vão à escola regularmente, também possuem direito ao benefício do Bolsa Família.

Como o valor que essas famílias recebe não é considerado suficiente para que elas consigam sobreviver de forma digna, o programa do governo é feito exclusivamente para essas pessoas.

Portanto, caso a sua família, por exemplo, enquadre-se nesses requisitos, o próximo passo a ser feito é ir até a prefeitura da sua cidade e procurar o setor responsável pelo Cadastro Único e fazer a inscrição.

Se você ainda tem dúvidas se sua família possui ou não esse direito, pode ir também à prefeitura e fazer todas as suas perguntas.


Valor do Bolsa Família

Agora que você já entendeu quem tem direito a receber o Bolsa Família, nada melhor do que saber qual o valor recebido pelas famílias que fazem parte do programa, não é mesmo?

Esse valor é recebido em parcelas mensais e pode variar de R$ 39,00 até R$ 372,00. Tudo depende da quantidade de crianças, adolescentes e gestantes na família.

O cálculo é feito por meio da soma de quanto cada membro da família ganha no mês, independente se for salário ou aposentadoria. Esse valor então é dividido pela quantidade de pessoas que moram na casa. O número final é a renda per capita da família.


Requisitos necessários para receber Bolsa Família

Como já citado antes, a família precisa se enquadrar em alguns requisitos com o objetivo de receber o Bolsa Família, certo?

Confira a seguir as principais regras exigidas pelo governo para que as famílias que têm direito possam receber o auxílio sem nenhum problema:

  • As crianças e os adolescentes com menos de 15 anos precisam ter uma frequência escolar de, no mínimo, 85%. Já os que possuem entre 16 e 17 anos esse número cai para 75%;
  • Todas as carteiras de vacinação precisam estar sempre atualizadas;
  • Todas as crianças de até 7 anos precisam ser acompanhadas por um médico a fim de analisar o desenvolvimento e o crescimento;
  • As gestantes precisam realizar o pré-natal e as mulheres que possuem entre 14 e 44 anos e amamentam devem ter um acompanhamento médico;
  • Os adolescentes e as crianças de até 15 anos que vivem em estado de risco precisam ser retiradas do trabalho infantil e terem no mínimo 85% de frequência em serviços socioeducativos;
  • A cada 2 anos, as famílias são obrigadas a fazer um recadastramento no programa.

Dessa forma, como você observou, são várias as obrigações que uma família deve cumprir para começar a receber o benefício ou continuar recebendo.

Tendo isso em mente, se você realmente puder receber esse auxílio, não se esqueça de estar sempre verificando se tudo está em ordem. Afinal, caso contrário, o governo pode sim cortar o Bolsa Família.

Não deixe de entrar em contato com a prefeitura sempre que alguma dúvida surgir a fim de evitar que o programa seja cortado!


Faça o seu cadastro no Bolsa Família

Sendo assim, por meio de parcelas mensais, o Bolsa Família tem como objetivo tirar as pessoas da extrema pobreza e da pobreza ao longo do tempo.

Além disso, também melhora o acesso da família a recursos básicos, como saúde e educação.

Portanto, agora que você sabe sabe quem tem direito a receber o Bolsa Família e o que é preciso para obter o benefício, com certeza ficou muito mais fácil!

Se ainda tem mais alguma dúvida, vá até a prefeitura da sua cidade e veja realmente se sua família possui ou não o direito a receber esse benefício.

Se a resposta for positiva, então cumpra todos os requisitos exigidos e lembre-se de estar sempre ligado a tudo o que você precisa fazer para continuar recebendo o Bolsa Família.

As informações foram úteis para você? Deixe a sua opinião!

Deixe um comentário