Consulta pagamento Bolsa Família 2019

Saiba como fazer a consulta pagamento bolsa familia pelo calendário do programa

O Bolsa Família faz parte das iniciativas do governo federal para diminuir a desigualdade social e proporcionar dignidade àqueles que estão na extrema pobreza ou na pobreza.

Estando ativo desde os anos 2000, o programa recebe inscrições de brasileiros de todos os lugares, concedendo até R$ 300,00 para cada família.

Aprenda aqui como saber o dia exato do seu saque do Bolsa Família.


Quem tem direito ao Bolsa Família?

Não existe limitação a respeito de estado civil, de localidade ou de idade: todas as pessoas do país têm direito a requisitar o Bolsa Família se a renda per capita delas não passar de R$ 178,00.

Para descobrir a renda per capita, é só juntar todas as pessoas daquela família que trabalham, somar o salário delas e depois dividir pela quantidade de moradores fixos da residência.

Deve-se lembrar que não são apenas as mulheres que têm o direito de pedir o Bolsa Família: o fato de muitas das solicitações serem feitas por mulheres faz com que essa crença seja levantada.

Também não é preciso que a pessoa tenha filhos para pedir o benefício: se ela é casada, solteira, etc., e fica na renda determinada, então pode pedir a assistência do programa.

Consulta pagamento Bolsa Família 2019


Onde fazer o cadastro para o Bolsa Família

O Ministério do Desenvolvimento Social tem um departamento que acolhe os pedidos de Bolsa Família: é o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

O cidadão que tem necessidade da assistência financeira do governo só precisa ir ao CRAS com alguns dos seus documentos e fazer o pedido.

Vale dizer que esse centre de referência se torna um meio campo entre o governo federal e o beneficiário: no caso de suspensão do benefício ou de revalidação de cadastro.

Os documentos obrigatórios para pedir o Bolsa Família são:

  • CPF;
  • Título de eleitor;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Documento de identidade;
  • Carteira de trabalho;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • Comprovante de renda atualizado.

Sobre o comprovante de renda, ele deve ser de todos os que têm um emprego, pois todos participarão da contagem da renda per capita.

Desse modo, um pai que trabalha não pode deixar de levar o comprovante de renda do seu filho, se este mora na casa e também tem emprego registrado.

Outro detalhe é que o comprovante de renda e o comprovante de residência não deverão ter mais que dois meses.

O tempo de resposta depois do pedido é de até 90 dias.


Como consultar o dia do pagamento do Bolsa Família 2019

Todos os solicitantes têm o que é conhecido como Número de Identificação Social (NIS): ele é composto por alguns algarismos e o último deles determina o dia a partir do qual o saque estará liberado.

Para consultar o calendário pelo site da Caixa, faça o seguinte:


Valor do Bolsa Família

O pagamento do Bolsa Família é feito de acordo com quem mora na casa: há algumas situações especiais que justificam o benefício variável.

Esse benefício é de R$ 41,00 para cada criança entre 0 e 15 anos, lactante ou grávida da família; outro variável é de R$ 48,00 pago para cada jovem de 16 ou 17 anos da casa.

Esses depósitos são sempre somados ao benefício básico, que é de R$ 89,00 mensais.

Caso um jovem faça 18 anos e não possa mais receber os R$ 48,00 adicionais, a família continuará com o saque básico, sem alteração.


Regras para manter o Bolsa Família

Além de haver regras para quem precisa pedir o Bolsa Família, também há regras para que o benefício não seja suspenso. São elas:

  • Manter as crianças e jovens com frequência de mais de 75% na escola;
  • As grávidas devem fazer seu pré-natal na rede pública de saúde e sem faltar às consultas;
  • As lactantes e demais mulheres da casa devem fazer acompanhamento regular com o ginecologista;
  • Qualquer adição de membro na família deve ser comunicada ao CRAS, bem como se algum familiar muda da casa;
  • Alterações de residência ou de renda de qualquer um dos integrantes da família também precisam ser avisadas;
  • O recadastramento a cada dois anos é obrigatório e a pessoa que não comparecer ao CRAS terá o seu Bolsa Família suspenso nos dias seguintes.

Consulta pagamento Bolsa Família 2019


Bolsa Família suspenso: o que fazer?

No caso de o benefício ser suspenso, o titular tem de ir ao CRAS o mais rápido possível e fazer uma carta ao Ministério do Desenvolvimento Social.

O órgão analisará a carta e os documentos novamente e terá até 30 dias para reativar ou não o Bolsa Família daquela casa.

Consulta pagamento Bolsa Família 2019
As informações foram úteis para você? Deixe a sua opinião!

Deixe um comentário