Como saber se o Bolsa Família foi aprovado?

Veja como consultar a situação do benefício e conferir se o bolsa familia aprovado

As solicitações de Bolsa Família são numerosas em todo o país e há somente um critério a ser satisfeito: que a renda per capita máxima seja de R$ 178,00.

Quem realmente necessita dessa assistência financeira costuma ficar um pouco apreensivo sobre a sua aprovação; se você fez o pedido, aprenda aqui a conferir se o Ministério do Desenvolvimento Social o aprovou.


Como funciona o Bolsa Família

Esse é um programa federal no qual uma quantia mensal em dinheiro é depositada para a família, além de haver oportunidades gratuitas em prestação de concursos, emissão de documentos e outros.

Os pagamentos ao beneficiário podem ser feitos por um número indeterminado de meses, sempre na Caixa Econômica Federal e rede afiliada.

Como saber se o Bolsa Família foi aprovado?


Como fazer o cadastro no Bolsa Família

Os pedidos só podem ser feitos no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), cujas unidades estão a maior parte dos municípios.

Se a região não contar com uma, a prefeitura tem autorização para receber as solicitações de Bolsa Família e mandá-las ao Ministério do Desenvolvimento Social, que leva até 90 dias para autorizar o benefício.

A documentação a ser levada é:

  • Comprovante de residência;
  • Carteira de trabalho e Previdência Social de todos os membros da família que trabalham com registro;
  • Documento de identidade;
  • Atestado de frequência escolar;
  • Comprovante de renda de todos os membros da família que têm emprego registrado;
  • Título de eleitor;
  • CPF;
  • Averbação de divórcio, atestado de óbito do cônjuge, certidão de casamento ou de nascimento.

Muitos lugares aceitam os comprovantes de renda e de endereço com até 90 dias de emissão. Para garantir, é melhor que a pessoa leve os que têm até 60 dias.

Quando a solicitação do Bolsa Família está registrada, é só aguardar que o Ministério do Desenvolvimento Social faça a avaliação.


Como saber se o Bolsa Família foi aprovado?

Basicamente, as pessoas podem confirmar que o benefício foi aprovado de duas formas. A primeira é usando o site do Sistema de Benefícios ao Cidadão (SIBEC):

Todas as famílias que são assistidas pelo programa social são adicionadas nesse sistema. Assim, se a solicitação foi aprovação, o NIS do indivíduo aparecerá no resultado.

A segunda forma de se informar é retornar ao CRAS periodicamente com o NIS e perguntar aos funcionários.

Eventualmente, eles podem ligar para a família e comunicar que o benefício está liberado.

Caso a pessoa tenha pedido o Bolsa Família há três meses ou mais e ainda não haja resposta, é preciso que o CRAS contate o governo federal.


Valor do Bolsa Família

As famílias costumam receber pouco mais de R$ 300,00 como máximo e isso apenas quando pedem benefício variável; este é concedido quando a família tem lactantes, adolescentes entre 16 e 17 anos, grávidas e crianças de até 15 anos.

Os beneficiários variáveis podem ser de R$ 41,00 ou de R$ 48,00 e são limitados por família, além de terem a sua duração limitada também. Se não há ninguém nas condições acima, o benefício pago é o básico, que é sempre de R$ 89,00.

Para ilustração: uma família que tenha dois adolescentes de 16 anos receberá R$ 89,00 (básico) mais R$ 48,00 para cada um dos jovens mensalmente, o que totalizará R$ 185,00.

Como saber se o Bolsa Família foi aprovado?


Como garantir que o Bolsa Família não seja suspenso ou bloqueado

Não é complicado para a população pedir o Bolsa Família e, na verdade, são poucos os casos nos quais ele é negado.

Todavia, impedir que o governo federal suspensa o benefício é um pouco mais trabalhoso:

  • As mulheres lactantes e grávidas precisam ser acompanhadas pelo ginecologista/obstetra do Sistema Único de Saúde (SUS);
  • As crianças e adolescentes precisam contar com 75% ou mais de presença nas aulas. Em caso de faltas, é importante que a família justifique, principalmente se elas forem excessivas;
  • Todas as crianças e adolescentes da família precisam ser vacinadas;
  • Se algum membro da família mudar de emprego ou seu salário for alterado, é obrigatório que o governo federal seja avisado;
  • Mudanças de residência ou de constituição familiar também devem ser avisadas.

As famílias que não seguem o listado ficam sem o benefício, que pode ser retomado se o Ministério do Desenvolvimento Social permitir.

Para isso, é preciso ir de novo ao CRAS e fazer uma carta de justificativa, que será analisada em até trinta dias.

Nem sempre o Bolsa Família volta a ser depositado: se o responsável não consegue justificar o porquê as regras do programa social não foram seguidas, ele pode ser cancelado definitivamente.

Se isso acontecer, é um direito do cidadão fazer mais um pedido ao CRAS, mas será tudo zerado: todos os documentos precisarão ser apresentados de novo e o governo pode demorar mais noventa dias na sua avaliação.

Como saber se o Bolsa Família foi aprovado?
As informações foram úteis para você? Deixe a sua opinião!

Deixe um comentário