Como receber o conversor digital do Bolsa Família

Veja o que você precisa fazer para receber o conversor digital Bolsa Família grátis

As pessoas que recebem o Bolsa Família não apenas têm uma ajuda financeira como são beneficiadas em situações nas quais teriam de gastar: é o caso da compra do conversor digital.

O Brasil está digitalizando todo o seu sinal de TV, com o objetivo de desligar definitivamente o sinal analógico.

Uma vez que os cidadãos que estão na extrema pobreza ou pobreza não teriam condições de comprar esse equipamento, o Ministério do Desenvolvimento Social garante a eles a entrega gratuita.

Com isso, as famílias não ficam sem assistir televisão, que é uma das diversões principais dos brasileiros, e também não se prejudicam financeiramente.

Contudo, não basta que o cidadão tenha direito ao conversor: para recebe-lo, é necessário cadastrar-se e solicitá-lo. Além disso, é importante que esse benefício social não esteja cancelado por causa de não cumprimento de regras, como a falta de atualização cadastral.


Como se Cadastrar para receber o conversor digital do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família que desejarem o conversor precisam se cadastrar em “Seja Digital”: http://www.sejadigital.com.br/home. No botão “Alterar”, eles terão de clicar na sua cidade e depois em “Agende já a retirada do seu kit”.

O Ministério do Desenvolvimento Social terá vários postos nos quais os cidadãos poderão pegar os seus conversores e, para ver cada posto, é necessário colocar o CPF ou o número NIS.

É recomendado que os beneficiários que têm celular deixem o seu número no sistema para que o Seja Digital faça contato, se necessário. Depois que o ponto de retirada dos conversores mais próximo for apresentado, o cidadão tem de agendar o dia de buscar o kit.

O site Seja Digital tem bastantes outros serviços além do agendamento, como orientações sobre como fazer a sintonização dos canais depois que o conversor está instalado. Há ainda explicação sobre porque o sinal digital é superior ao analógico e uma seção de dúvidas esclarecidas, dentre outros.

Quem não puder fazer o agendamento do conversor pelo site Seja Digital pode ligar para 147. Independentemente de como o agendamento foi feito, quem retirar o kit deverá levar o protocolo, o número NIS e um documento de identidade com foto.

Um campo que pode deixar os beneficiários um pouco confusos é o Mobilizador: aqui, deve-se indicar onde o cidadão recebeu orientações a respeito do Seja Digital. Pode ser um grupo de voluntários, o CRAS, o número 147, a Prefeitura ou outros.

Quando o benefício do Bolsa Família está ativo, é bastante difícil o sistema do Seja Digital não permitir o agendamento. Se isso acontecer, é preciso que o titular vá até a Caixa Econômica Federal informar-se se há algo errado com o seu NIS. Se ele estiver normal, será preciso informar-se no CRAS.

Como receber o conversor digital do Bolsa Família


Kit TV digital Bolsa Família: DHTV conversor, antena externa e HDMI grátis

O oferecimento do kit grátis para TV digital ajuda muito os beneficiários do Bolsa Família; no entanto, há dúvidas relacionadas ao que integra esse kit. Todos os que o receberem verão um conversor com controle remoto e também uma antena UHF. Esse é o equipamento necessário para que os televisores comecem a exibir o sinal digital.

Isso significa que as antenas externas e os cabos HDMI não são incluídos nos kits. A antena externa é indicada para as pessoas que já têm uma televisão atualizada para sinal digital, ou seja, televisões mais modernas.

O cabo HDMI serve para que a recepção seja melhor, mas não é imprescindível para que o sinal digital seja recebido. Um exemplo: quando uma TV nova é comprada, nem sempre o cabo HDMI é mandado, mas a TV pode ser assistida sem problemas na ausência dele. Com isso, é válido reforçar: o kit gratuito do Bolsa Família é integrado somente pelo conversor com controle remoto e por uma antena UHF.

Como receber o conversor digital do Bolsa Família


Como receber conversor digital do Bolsa Família Correios

Os kits de conversores do Bolsa Família não são mandados aos beneficiários pelos Correios: é preciso que cada um dos titulares do benefício se dirija aos pontos de distribuição com os seus documentos. Não é impossível que alguns cidadãos fiquem sem o seu kit porque fazem o cadastro e aguardam que os Correios mandem o equipamento.

Alguns dos lugares nos quais já existe posto de distribuição do conversor gratuito são Rio de Janeiro, Vitória, Salvador, Fortaleza, São Paulo, Belo Horizonte, Goiânia, Recife, todo o interior carioca e paulista e também as capitais do Centro-Oeste, do Sul e do Norte. Os locais onde ainda não são distribuídos gratuitamente os conversores logo estarão incluídos no Seja Digital.

Deixe um comentário