Como acessar o Bolsa Família com acesso restrito

Veja o passo a passo para conseguir entrar no bolsa familia acesso restrito

O Bolsa Família é pago à população desde o ano de 2007, sendo proporcionado às famílias com renda de até R$ 178,00 per capita.

É com o valor desse benefício que essas pessoas conseguem manter as suas contas, comprar medicamentos e complementar a renda mensal.

Os valores recebidos pelos beneficiados são calculados com os membros da família, tudo administrado pelo Ministério do Desenvolvimento Social.


O que é o Bolsa Família

É um programa social feito pelo governo federal em 2007 com o intuito de garantir a dignidade às famílias que se encontram na pobreza ou extrema pobreza.

O seu valor máximo é de R$ 301,00 e o mínimo é de R$ 89,00, sendo todos os depósitos feitos na Caixa Econômica Federal.

Os beneficiários não apenas fazem os saques como têm prioridade em várias ocasiões: quando o sinal analógico começou a ser desligado, por exemplo, os inscritos no Bolsa Família tiveram direito a retirar kit de conversão de sinal gratuitamente.

Os beneficiários que se inscreverem para concursos públicos não pagam sua inscrição, há vantagens para entrar no Minha Casa Minha Vida, etc.

Como acessar o Bolsa Família com acesso restrito


O que é o acesso restrito do Bolsa Família?

O governo federal fica com informações de milhares de famílias a partir do momento em que elas são aceitas no programa social.

Sendo assim, é obrigação dele manter essas informações protegidas, além de resguardar os dados do próprio Bolsa Família.

Para isso, existe o acesso restrito. Trata-se de um banco de dados protegido que só é disponibilizado a pessoas previamente autorizadas.

Alguns dos que podem usar o acesso restrito são os beneficiários e os servidores do Ministério do Desenvolvimento Social.


O que fazer para acessar o Bolsa Família com acesso restrito?

É só a pessoa autorizada acessar http://bolsafamilia.datasus.gov.br/w3c/bfa_acesso2010.asp?tpacao=0 e colocar sua senha e nome de usuário.

Não dá para o cidadão cadastrar-se diretamente nessa página: o acesso é dado diretamente pelo governo federal.

Caso a pessoa seja autorizada, mas tenha dificuldades de login, deve solicitar a ajuda do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).


Diferença entre o acesso restrito e o acesso público do Bolsa Família?

O acesso público apresenta todos os dados mais gerais do Bolsa Família, ou seja, são informações que não trazem prejuízo ao governo ou aos beneficiados se forem acessadas. É normal que esse tipo de acesso seja utilizado por quem faz pesquisas a respeito da abrangência do Bolsa Família e da sua efetividade:


Quem pode se inscrever para o Bolsa Família?

O Ministério do Desenvolvimento Social só tem um critério: que as famílias tenham até R$ 178,00 de renda per capita.


Como fazer o cadastro para o Bolsa Família?

A pessoa responsável pela família tem de ir ao CRAS ou à Prefeitura e fazer o pedido. Os documentos exigidos para o Bolsa Família são:

  • Comprovante de renda (serve a carteira de trabalho ou o holerite, mas precisa ser de até três meses). Cada membro que tiver um emprego registrado tem de fornecer esse comprovante;
  • Documento de identidade;
  • Carteira de Trabalho;
  • Comprovante de residência (pode ser qualquer tipo de conta, mas também de até três meses);
  • CPF;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • Comprovante de frequência escolar dos filhos;
  • Título de eleitor.

Com a solicitação de benefício feita no CRAS ou na Prefeitura, o retorno sobre a concessão do Bolsa Família será dado em até 90 dias.


Como receber o Bolsa Família

Os beneficiários têm um cartão especial, que é fornecido pela Caixa.

Para o saque, é só levar esse cartão, o documento pessoal e o NIS, destacando-se que não precisa ser sempre na agência: as lotéricas e correspondentes Caixa Aqui também fazem o saque do benefício para o cidadão.

Caso o indivíduo não esteja com o cartão do Bolsa Família, ele poderá usar o documento pessoal para saque: nesse caso, apenas nas agências.


Tipos de benefícios do Bolsa Família

O mínimo que as famílias recebem é R$ 89,00, como já falado: esse é chamado de benefício básico.

Para a família receber o benefício variável, é preciso que ela tenha crianças entre 0 e 15 anos, lactantes ou grávidas (adicional de R$ 41,00 mensais para cada um).

Outro benefício variável é o concedido a quem tem jovens entre 16 e 17 anos na família: são R$ 48,00 adicionais para cada.

Como acessar o Bolsa Família com acesso restrito


Corte de benefícios do Bolsa Família

Da mesma maneira que muitos brasileiros são beneficiados com o Bolsa Família, há vários que têm o benefício cortado por não atender àquilo que o Ministério do Desenvolvimento Social pede.

Alguns casos de cancelamento são:

  • Por não fazer o recadastramento obrigatório a cada dois anos;
  • Pelos menores de idade apresentarem faltas escolares em excesso e sem justificativa;
  • Pelas grávidas da família não fazerem o pré-natal do SUS.
As informações foram úteis para você? Deixe a sua opinião!

Deixe um comentário